Matéria Revista Foco Novembro 2011:

Link para o site

Veja em PDF

O nariz é um dos principais elementos de composição estética da face. Sua localização central exerce um foco natural de atração e uma significativa influência nas expressões faciais que corresponde até na personalidade das pessoas.

Para responder algumas dúvidas frequentes, a Revista Foco entrevistou o Cirurgião Plástico Dr. Fernando Nakamura, Diretor do Instituto de Cirurgia Plástica PERFACE, formado em Cirurgia Plástica pelo Instituto Ivo Pitanguy no Rio de janeiro, Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), e Membro da American Society of Plastic Surgeons (ASPS), entre outros. Confira!

 

A partir de que idade pode ser feita uma rinoplastia?

Em geral, cirurgia plástica de nariz pode ser indicada após o desenvolvimento completo das estruturas nasais, que seria entre 15 a 18 anos de idade. No entanto, mais importante que a idade cronológica, é saber se o paciente jovem está realmente decidido a realizar o procedimento e se o desejo de mudar a aparência é uma decisão pessoal ou se trata de uma influência externa.

 

É possível prever um resultado, ou ter uma idéia do mesmo antes da cirurgia?

A rinoplastia depende muito da anatomia e das características de cada pessoa e os resultados vão depender essencialmente desses fatores. O objetivo do cirurgião é obter os melhores resultados possíveis para cada paciente. A individualidade e as características étnicas de cada um devem ser mantidas com o intuito de obter também resultados naturais.

É importante lembrar que a cirurgia tem o objetivo de melhorar os aspectos do nariz, e não torná-los perfeitos, uma vez que 100% de perfeição não existe, independente da realização ou não de uma cirurgia.

 

Decidindo fazer uma rinoplastia, devo procurar qual profissional?

A escolha do profissional para realizar a cirurgia de nariz é fundamental. É importante antes de qualquer coisa verificar a formação do mesmo e as instituições nas quais ele foi treinado. Como se trata de uma cirurgia com alto grau de complexidade e que exige o máximo de atenção e minunciosidade por parte do cirurgião, é interessante que o mesmo tenha experiência nesse tipo de cirurgia e especialização em rinoplastia. Tanto cirurgiões plásticos quanto otorrinolaringologistas podem realizar essa cirurgia de forma satisfatória, desde que tenham uma boa formação, julgamento estético adequado e sejam capazes de compreender as expectativas dos pacientes.

 

Como a rinoplastia é realizada?

A técnica cirúrgica a ser utilizada dependerá do que foi discutido entre o paciente e o cirurgião durante a primeira consulta. Estando claros os objetivos da cirurgia e as expectativas do paciente, são realizadas as devidas correções e melhoras do aspecto nasal. Incisões internas são feitas na parte de dentro das narinas e dependendo de cada caso podem ser combinadas com pequenas incisões unindo as duas anteriores na porção central (columela), ou mesmo nas laterais das asas do nariz quando há necessidade de estreitar a base nasal.

 

Como é o pós operatório?

Os primeiros dias após a cirurgia exigem um pouco mais de repouso. É normal haver um inchaço local e áreas roxas ao redor dos olhos e na bochecha, que podem ser mais ou menos importantes de acordo com a reação de cada pessoa e também de acordo com o procedimento executado.

Não é comum o paciente sentir dores fortes locais. No entanto, medicamentos são prescritos caso isso ocorra. No início, devido ao processo inflamatório, pode haver um pouco de dificuldade respiratória que melhorará com o passar dos dias.

É importante lembrar que a grande parte do inchaço no nariz some nas primeiras semanas e melhora muito nos primeiros meses. No entanto, em pacientes com pele mais grossa, o resultado definitivo só ocorrerá após 1 a 2 anos.

 

Se uma pessoa já fez uma rinoplastia previamente e não está satisfeita, quais as possíveis soluções?

Quando há uma insatisfação após uma rinoplastia, a primeira atitude é entender exatamente qual é a queixa da paciente. Reparar alguma estrutura que foi danificada em cirurgias prévias (rinoplastia secundária) pode ser uma cirurgia extremamente trabalhosa e com altas taxas de complicações. Sendo assim fazer uma avaliação detalhada de cada caso e traçar um planejamento cirúrgico preciso é fundamental para o sucesso da cirurgia, sempre deixando o paciente ciente do que pode ocorrer após o procedimento. Por ser uma estrutura complexa e no centro da face, as rinoplastias secundárias devem ser realizadas preferencialmente por cirurgiões com experiência e especialistas na área.

 

Responsável técnico: Dr. Fernando Nakamura CRM 17.858

 

Learn more about