Brotos

Já ouviu falar dos brotos e como eles nos trazem grandes benefícios? É isso mesmo! Cultivar alguns tipos de sementes e consumi-las durante a germinação oferece muitos nutrientes, vitaminas e sais minerais ao nosso corpo! Veja o que a Dra. Isabelle Caiado fala sobre o assunto.

A alimentação viva vem sendo resgatada e servindo com eficácia na recuperação e melhora da saúde e vitalidade. Os brotos, que são considerados um ingrediente de uma alimentação viva, são obtidos a partir da germinação das sementes e possuem alto valor nutricional, ricos em vitaminas do complexo B, C, D, E, K, ácido fólico, magnésio e pró vitamina A, e minerais como o cálcio, potássio, ferro, fósforo e aminoácidos.

A fase mais rica em nutrientes no desenvolvimento vegetal é a germinação. Nessa fase, são facilmente digeridos e assimilados pelo organismo. No processo pré-digestivo, as proteínas são quebradas em aminoácidos, os carboidratos complexos em açúcares simples e as gorduras em ácidos graxos.

A semente estará germinada depois de dois a três dias, quando o gérmen começa a transformar a reserva nutritiva armazenada em alimento vivo para ser assimilado pela nova planta. O estágio seguinte, é um broto, que consome um tempo de germinação de 5 a 7 dias e possui raiz, haste e clorofila e com alto teor nutritivo.

Como germinar brotos?

1) Escolha as sementes, que podem ser linhaça, girassol, alfafa, gergelim, rabanete, trevo ou grãos, como o arroz, quinua, trigo, lentilha, feijão-verde, grão-de-bico, aveia, soja, ervilha.
2) Coloque a quantidade desejada das sementes ou dos grãos em um vidro limpo e deixe-os de molho em água mineral por uma noite – cerca de 8 horas.
3) Feche a boca do vidro com um pedaço de filó ou tecido poroso e prenda com um elástico na boca do copo. Depois, escorra a água que ficou durante a noite, coloque água nova e escorra novamente. A partir daí, a germinação acontece no ar, não mais na água.
4) Deixe o vidro inclinado com a boca para baixo para que não acumule água. Durante o dia, de seis em seis horas, lave as sementes e escorra a água para não acumular toxinas.

Quando as sementes estiverem com um “narizinho” apontando para fora, você já terá o seu broto, que pode ser consumido na salada, no suco ou no sanduíche. Bom apetite!

Saiba mais sobre