perface-fb-cDurante o carnaval, homens e mulheres esbanjam boa forma em desfiles de escolas de samba e festas do gênero. Abdomens definidos, pernas torneadas, cinturas finas e bustos largos. Devido a grande exposição que a festa proporciona, muitos sonham em ter o corpo escultural e chegam a fazer loucuras para tal.

Fazer lipoaspiração para ter a barriga da modelo, colocar silicone para ter os seios da atriz, fazer preenchimento nas panturrilhas e nádegas para ter o corpo torneado da dançarina, modelar o nariz ou o queixo de forma a afinar o rosto, são mudanças que podem elevar a autoestima. Mas é aconselhável que essas transformações sejam sutis, sem exagero, buscando sempre o equilíbrio.

Em cirurgia plástica é comum haver sempre a comparação ou a idealização de um resultado antes da cirurgia. Cada vez mais se torna comum nos consultórios, pacientes com tablets e smartphones mostrando fotos de pessoas famosas almejando o nariz, mama, ou abdome igual.

Isso é válido para que o cirurgião tenha uma ideia da expectativa da paciente, no entanto, jamais pode haver uma promessa de tal resultado.

Cada indivíduo possui características próprias com diferente estatura, peso, cor de cabelo, formato do rosto, tórax e etc. Tudo isso deve ser analisado e respeitado para que um equilíbrio e harmonia sejam atingidos e o paciente deve ter a consciência de que todo procedimento possui limitações e isso deve estar totalmente alinhado com a expectativa em relação a cirurgia.

Saiba mais sobre