Como cuidar da pele no verão?

Pessoal, que calor é esse?!

As sensações térmicas em todo o Brasil estão lá em cima, mas, nessa época do ano, esse sol escaldante requer que tenhamos cuidados especiais com a nossa pele para que não soframos com doenças, irritações e queimaduras que descamam – literalmente – a beleza da nossa cútis, não é verdade? E numa boa hora, a Drª Tainah de Almeida, dermatologista do Instituto PERFACE, traz dicas maravilhosas para que a nossa pele “brilhe” nesse verão! 😉

Nossa pele merece cuidados em todos os dias do ano, mas não vou mentir a vocês: no verão, o cuidado deve ser redobrado! Nessa época do ano, são tantas ameaças à nossa pele como: sol, cloro, água do mar e suor que precisamos saber como nos proteger adequadamente. Então, anote estas dicas já!

Hidrate-se!

Sempre é importante frisar: a hidratação começa de dentro para fora, ok? Então, beba bastante água, sucos de frutas ou chás gelados! O recomendado é ingerir de 2 a 3 litros por dia pois, desta forma, a pele consegue manter melhor a hidratação.

Banhos são essenciais: refrescam e limpam!

Para evitar o desconforto causado pelo suor excessivo devido às altas temperaturas, o ideal é tomarmos mais banhos. Porém, em excesso, eles podem piorar a saúde da pele, sabia? É normal excedermos essa quantidade de banhos, então a partir do segundo use apenas água, pois a utilização do sabonete excessivamente pode deixar a pele ainda mais ressecada, pois ele retira a camada de proteção natural de gordura da epiderme. E evite ainda os banhos quentes, que também removem essa proteção.

Além disso, após o banho, é aconselhável utilizar um hidratante fluido para aquelas regiões com tendência a ressecar mais, como: mãos, cotovelos, joelhos e pés. Entretanto, cada pele tem a sua necessidade, e o mais correto é consultar o seu dermatologista para saber qual hidratante é aconselhado para o seu caso, até porque existem diversos produtos que podem turbinar a proteção e beleza da sua cútis.

Evite micoses com cuidados básicos!

As micoses são muito comuns no verão, mas alguns cuidados podem te salvar desses problemas indesejados, como:

  • Seque bem as áreas de “dobras” como a região entre os dedos e virilhas, evitando que elas fiquem úmidas e abafadas.
  • Não há problema algum em utilizar um secador para reforçar a secagem nas áreas mais difíceis.
  • Tente secar as axilas com papel toalha de tempos em tempos para evitar o acúmulo de suor na roupa e opte também por talcos antissépticos para os pés.
  • Evite andar descalço em ambientes como praias, clubes e vestiários para evitar contaminações no chão molhado e na areia. Leve seus chinelos!
  • Use seus próprios produtos de higiene pessoal e não compartilhe toalhas e chinelos.
  • O aluguel de cadeiras de praia é desaconselhado, pois a contaminação com fungos e bactérias de outras pessoas que utilizaram o assento antes de você pode ocorrer! Se você não puder levar a sua própria cadeira, tente lavá-la em água corrente ou cubra a mesma com uma toalha ou canga, certo?

Use protetor solar diariamente! Simples assim.

Sempre alerto a todos os meus pacientes sobre a importância do protetor solar. Não é à toa que recentemente comemoramos o Dia Mundial de Combate ao Câncer e o câncer de pele é o que mais acomete vítimas em nosso país, segundo os dados do Instituto Nacional do Câncer.

No entanto, aplicar o protetor por si só não adianta se você não souber como utilizá-lo corretamente! Então, o ideal é:

  • Para o dia a dia, o FPS ideal é no mínimo 30, mas pode ser recomendado um fator de proteção maior dependendo do tipo de pele.
  • Se você for se expor ao sol durante muito tempo, escolha o FPS 50 para garantir a proteção.
  • Não adianta aplicar o protetor solar e achar que a pele está protegida durante o dia inteiro. Reaplique-o de 2 em 2 horas e sempre que voltar da piscina ou mar, ok?
  • Protetor solar em fluido ou gel são menos resistentes à água e ao suor do que os cremes. Portanto, a reaplicação desses produtos deve ser ainda mais frequente.
  • E não custa lembrar: de 10:00 às 16:00, a incidência direta dos raios solares, principalmente do tipo UVB, é mais nociva à saúde. Evite a exposição solar nesses horários.

Não se depile antes da exposição solar.

O ideal é evitar o sol por pelo menos 48 horas após a depilação, para evitar irritações e risco de manchas na pele. E caso você tiver utilizado a lâmina para se livrar dos pelos, saiba que elas causam pequenas fissuras na pele que podem facilitar a entrada de microrganismos em ambientes como praias e clubes.

Tome banho de água doce quando sair da praia ou da piscina

O ideal, depois de um dia de praia, é tomar um banho de água doce para que o sal e a areia não contribuam com o ressecamento e irritação da pele e dos cabelos. Então, os chuveiros de água doce de algumas praias são uma ótima opção e devem ser utilizados. E nos clubes a dica também é válida, pois o cloro das piscinas também é prejudicial para a pele e para os cabelos, e o ideal é optar por aquela ducha de água fria ao sair da água, combinado?

Por mais que essas dicas sejam úteis, não se esqueça de consultar o seu dermatologista para que esse aconselhamento seja individualizado e direcionado ao seu caso em específico. Entre em contato com o Instituto PERFACE e agende a sua consulta com a Drª Tainah de Almeida! E lembre-se de aproveitar o verão da melhor forma possível e permitir que a beleza da sua pele brilhe com saúde e vigor!

Saiba mais sobre