Mamas com aspecto natural através da mamoplastia de aumento
Já haviamos comentado no texto sobre o aumento da procura pelo procedimento de mamoplastia redutora que a procura por mamas exageradamente volumosas tem diminuido muito.
Esse ponto final foi marcado pelo posicionamento de grandes marcas e celebridades a favor das mamas naturais, o que acabou deixando de lado a escolha por próteses de tamanhos exagerados. Os especialistas levam em conta o conforto e a saúde, não apenas o aspecto estético dos resultados de cirurgias plásticas.
A busca por mamas com aparência natural também se aplica ao procedimento de mamoplastia de aumento. Na hora da consulta, o cirurgião plástico analisará qual o melhor tamanho de prótese para cada paciente, adequando o volume das mamas ao corpo para aparentar naturalidade e prevenir dores musculares, nas costas, e lesões nos ombros causadas pelo excesso de peso sustentado pelo sutiã.
Mesmo sendo uma tendência que leve à diminuição de casos de cirurgias plásticas exageradas, é importante saber que a mamoplastia ou qualquer cirurgia plástica deve ser realizada para revelar a real beleza do corpo e não para refazê-la afim de seguir tendências e padrões mostrados pela mídia e publicidade.
Agora, saiba alguns detalhes sobre o procedimento de mamoplastia de aumento.

Mamoplastia de aumento
Também conhecida como mastoplastia de aumento, é o procedimento responsável por dar volume à mama a partir da inserção de implantes. Além de aumentar o tamanho da mama, o objetivo dessa cirurgia é dar equilíbrio à forma do corpo e trazer autoestima e autoconfiança aos pacientes.
A mamoplastia de aumento é melhor indicada para:

• Dar volume a mamas naturalmente pequenas (condição hereditária);
• Restaurar perda de volume mamário após gestações, amamentação ou perda de peso excessiva;
• Para atingir maior simetria mamária quando há desproporção significativa.

Vale lembrar que qualquer diagnóstico e procedimento cirúrgico só deve ser realizado por um profissional experiente. Sua saúde e beleza merecem total cuidado.
Entre em contato com o Instituto Perface para mais informações.

Saiba mais sobre