Mitos e verdades sobre a abdominoplastia.

Muita gente sonha com uma barriga chapada, não é mesmo? E mesmo com o esforço através de exercícios físicos e o plano alimentar controlado, às vezes, não são suficientes para o alcance do abdome liso e tonificado. E com a chegada do inverno, a vontade de exibir a silhueta mais esbelta no verão aumenta, porque as temperaturas mais baixas dessa estação favorecem a demanda por essa e outras cirurgias plásticas, principalmente por causa do período de recuperação dos pacientes.

O Dr. Fernando Nakamura, diretor do corpo de cirurgiões plásticos do Instituto PERFACE, traz informações importantes para você que deseja realizar uma abdominoplastia.

A abdominoplastia é um procedimento cirúrgico que visa corrigir um abdome com excesso de pele, gordura e flacidez. Os músculos abdominais, quando enfraquecidos e separados, podem também ser reparados.

Para realizar a abdominoplastia, você precisa estar atento a diversas questões para não comprometer a sua saúde, mas também precisa entender que existem alguns mitos que deturpam a real necessidade de escolha por esse procedimento cirúrgico, como:

Seu corpo tem suas características individuais! Toda cirurgia plástica não tem um resultado padrão. Não adianta tentar “copiar” a silhueta de outras pessoas, se o seu biotipo não é o mesmo que o de sua referência. Em outras palavras, aquela velha frase “o que fica bom nos outros, não necessariamente fica bom em você” se aplica perfeitamente às cirurgias plásticas.

Abdominoplastia é diferente de lipoaspiração! Em alguns determinados casos, por mais que uma cirurgia possa ser combinada com a outra, a lipoaspiração é necessária quando a intenção é melhorar o contorno corporal através da sucção de áreas de gordura localizadas através de cânulas. Já a abdominoplastia remove o excesso de gordura, mas também da pele, reconstruindo a parede abdominal.

Não se emagrece com a abdominoplastia! A abdominoplastia não é uma forma de substituição à perda de peso ou a um programa adequado de rotina de exercícios físicos, porém, mesmo pessoas com peso corporal e proporção normais podem desenvolver um abdômen protruído, frouxo e flácido. As causas mais comuns destas situações são: gravidez, envelhecimento, oscilações significativas no peso, hereditariedade, cirurgias prévias.

Abdominoplastia e gravidez. É contraindicado realizar uma abdominoplastia quando a paciente pretende engravidar.

Abdominoplastia não serve para retirar estrias! Por mais que essa cirurgia não vise corrigir estrias, elas podem ser removidas ou atenuadas se estiverem situadas nas áreas de pele adicional que será removida, principalmente abaixo do umbigo.

Exames pré-operatórios são necessários. O seu cirurgião plástico capacitado indicará diversos exames que são fundamentais para a realização da abdominoplastia.

A segurança na realização da abdominoplastia. Realização em hospital, retaguarda de UTI, presença de anestesista, assepsia, equipamentos corretos e inspecionados entre outros detalhes são extremamente importantes, assim como a escolha do cirurgião plástico qualificado e de boa formação que seja membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica com formação recomendada de no mínimo 11 anos.

Quer tirar mais dúvidas sobre a abdominoplastia? Acesse a nossa página com mais informações sobre abdominoplastia, entre em contato com o Instituto PERFACE e revele a sua beleza!

Saiba mais sobre