Com o avanço das técnicas cirúrgicas atuais, há diferentes abordagens para o desenvolvimento de uma rinoplastia nos dias de hoje. Com o objetivo de preservar a singularidade de cada paciente, o Dr. Fernando Nakamura traz algumas informações importantes sobre as técnicas da rinoplastia estruturada em comparação com a nova filosofia da rinoplastia preservadora.

A rinoplastia estruturada

A rinoplastia estruturada tem a proposta de utilizar enxertos coletados do próprio paciente (cartilagem do septo nasal, da orelha ou da costela) para reforçar as estruturas do nariz. Estes enxertos funcionam como vigas de sustentação e têm o objetivo de manter as estruturas nasais como moldadas pelo profissional, visando trazer resultados mais previsíveis e duradouros ao fortalecer e esculpir a estrutura do nariz.

Na técnica, o cirurgião plástico também pode realizar a interrupção dos ligamentos cartilaginosos do nariz para possibilitar a moldagem das estruturas nasais de acordo com o desejo estético do paciente. Tanto as estruturas de cartilagem como de ossos nasais podem ser readequadas para um formato mais desejado, pois, além de reduzir, é possível aumentar as estruturas do nariz na cirurgia.

A rinoplastia preservadora

A rinoplastia preservadora surgiu através de uma combinação de estudos anatômicos detalhados associados à experiência e expertise em rinoplastia de alguns renomados cirurgiões: Dr. Baris Çakir, Dr. Yves Saban, Dr. Rollin Daniel e Dr. Peter Palhazy. Pelas palavras do próprio Dr Rollin Daniel, a técnica se resume como:

  • Substituição de ressecção (extração dos tecidos) por preservação;
  • Substituição de excisão (corte dos tecidos) por manipulação;
  • Substituição de grandes reconstruções de rinoplastias secundárias por pequenos e rápidos refinamentos.

Por meio de cortes internos, é possível identificar e preservar estruturas ligamentares do nariz sem tanta necessidade de enxertos de cartilagens, preservando o material original. Ao invés de “desmontar” e “remontar” com esses enxertos que funcionariam como alicerces na convencional rinoplastia estruturada, a rinoplastia preservadora prevê a sustentação do nariz de baixo para cima, mantendo a sua estrutura e adaptando apenas o que for necessário através de ligamentos naturais vinculados à própria pele.

Para quem seria indicado a rinoplastia preservadora?

A rinoplastia preservadora é indicada principalmente para aqueles paciente que serão submetidos à rinoplastia primária (primeira intervenção cirúrgica) e possuem boa estrutura nasal e com cartilagens fortes. Entretanto, as técnicas da rinoplastia preservadora, podem ser aplicadas de forma individualizada em quase todas as cirurgias de nariz.

Quais vantagens no pós-operatório da rinoplastia preservadora?

Como essa cirurgia tende a ser menos agressiva se comparada a outras técnicas, a rinoplastia preservadora pode gerar um pós-operatório mais breve, necessitando de poucos dias de afastamento de suas atividades laborais. Os riscos de hematomas e inchaços – que como em qualquer cirurgia são normais – podem ter menor incidência que a técnica habitual.

Se você tem dúvidas sobre qual a melhor técnica para a sua cirurgia de nariz, entre em contato conosco e acompanhe as matérias tanto aqui no site e novidades do Dr. Fernando Nakamura em nossas redes sociais.

Summary
Rinoplastia estruturada × rinoplastia preservadora
Article Name
Rinoplastia estruturada × rinoplastia preservadora
Description
Com o surgimento da rinoplastia preservadora, muitas dúvidas surgem se comparadas à rinoplastia estruturada. O Dr. Fernando Nakamura aborda as diferenças e vantagens de cada uma das técnicas.
Author
Publisher Name
Instituto PERFACE
Publisher Logo

Saiba mais sobre