Sabonetes antibacterianos: precisamos realmente deles?

Os sabonetes antibacterianos se tornaram parte da rotina da higiene de muitas famílias, mas o que a maioria das pessoas não sabe é que o uso deles geralmente não é recomendado, podendo ser prejudicial à pele e ao organismo! É o que conta a Dra. Tainah de Almeida, dermatologista do Instituto PERFACE.

Os sabonetes antibacterianos são indicados somente em situações muito específicas, quando há risco maior de contaminação ou em determinadas infecções da pele, não sendo ideais para uso habitual em indivíduos saudáveis.

Esses sabonetes eliminam as bactérias patogênicas, porém atingem também os microrganismos da flora normal da pele, importantes para a sua integridade e proteção. Com isso, os sabonetes antibacterianos causam um desequilíbrio cutâneo, que prejudica a defesa do organismo, favorecendo infecções por germes nocivos e até mais resistentes. Além disso, seu uso favorece o aparecimento de alergias, por serem muito irritativos.

Vale frisar que, em excesso, tanto o sabonete antibacteriano quanto o comum ressecam a pele, pois retiram a camada natural de proteção cutânea, composta por lipídeos. Com isso, a pele fica mais susceptível a processos alérgicos e irritações, que podem gerar infecções em sequência.

O recomendado é que se utilize água e sabonete comum para a higiene diária, o que já elimina bactérias e faz a limpeza necessária. O sabonete deve ser utilizado nas mãos a cada lavagem, seguido da aplicação de um hidratante. Entretanto, no corpo, o sabonete deve ser utilizado somente uma vez ao dia, de preferência os de menor teor alcalino ou com pH neutro.

Sabonetes líquidos devem ser preferidos em relação à versão em barra, que pode se tornar fontes de bactérias, assim como esponjas e toalhas, que devem ser sempre trocadas com regularidade. Já para situações em que a limpeza com água e sabão não está disponível ou quando uma proteção extra é necessária, o álcool em gel pode ser usado com segurança para descontaminação das mãos, sempre com moderação.

E lembre-se de que como o inverno está aí, alguns cuidados adicionais com a pele devem ser levados em conta. 😉

Quer saber mais sobre os cuidados com a pele? Acompanhe o nosso site para mais artigos e agende um contato conosco!

Saiba mais sobre