Saiba mais sobre a Rinoplastia secundária

A rinoplastia está entre as cirurgias plásticas mais procuradas do Brasil e tem como objetivo corrigir problemas em relação a formato, tamanho, proporcionalidade, dificuldades respiratórias e/ou problemas congênitos. Em alguns casos, o paciente pode precisar de uma rinoplastia secundária – entenda o porquê.

O que significa Rinoplastia secundária?

Saiba mais sobre a Rinoplastia secundária

Rinoplastia secundária é um termo utilizado para casos de pacientes que já foram submetidos a uma primeira cirurgia de nariz e por algum motivo serão submetidos a uma outra rinoplastia. As razões podem ser diversas e estar relacionadas a fatores individuais do paciente ou mesmo refinamento dos resultados anteriores.

Quando a Rinoplastia secundária é indicada?

Saiba mais sobre a Rinoplastia secundária

Diversas causas levam o paciente a precisar de uma outra rinoplastia, porém a mais comum é a insatisfação em relação ao resultado da primeira cirurgia. Por isso é sempre válido ressaltar a importância da escolha do cirurgião. Para a cirurgia de nariz (rinoplastia), cheque se o médico é cadastrado na Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) e que preferencialmente tenha experiência neste tipo de procedimento.

O que a Rinoplastia secundária vai corrigir?

Saiba mais sobre a Rinoplastia secundária

  • Irregularidades da parte óssea;
  • Irregularidades da cartilagem;
  • Desvio da pirâmide nasal;
  • Ressecção (retirada) excessiva do osso;
  • Retirada excessiva das cartilagens;
  • Colapso das válvulas nasais, ocasionando problemas respiratórios;
  • Entre outros.

Também há um ponto importante relacionado à segunda rinoplastia: embora existam diversas técnicas cirúrgicas deste tipo de procedimento, um nariz já operado frequentemente apresenta tecido cicatricial (fibrose), o que pode dificultar a realização da segunda cirurgia, assim como a obtenção do resultado almejado.

Como é realizada uma Rinoplastia secundária?

Saiba mais sobre a Rinoplastia secundária

A rinoplastia secundária segue as mesmas técnicas da rinoplastia convencional, com cuidados extras para o tecido cicatricial e com partes da região que já estejam comprometidas.

Dependendo de cada caso, podem ser utilizados enxertos de cartilagens ou fáscia temporal (lâmina de tecido) do próprio paciente com o intuito de reestruturar o nariz tanto na parte estética quanto funcional.

É fundamental que fique claro que o objetivo da rinoplastia secundária é atuar melhorando características indesejadas causadas pela primeira cirurgia plástica ou refinando o resultado anterior, mas os riscos inerentes ao procedimento devem ser igualmente discutidos com seu cirurgião, assim como a expectativa em relação ao resultado.

É de extrema importância o alinhamento entre o que o cirurgião pode de fato fazer e o que o paciente tem como expectativa da cirurgia, especialmente no caso da rinoplastia secundária. Os ganhos trazidos pelo procedimento excedem os traços físicos, mas também afetam positivamente autoestima e sociabilidade, por vezes buscadas na primeira rinoplastia.

Em caso de qualquer dúvida sobre este ou qualquer outro procedimento, entre em contato com o Instituto PERFACE! Teremos o maior prazer em lhe atender.

Saiba mais sobre