perface-selfies-plastica

A presença das redes sociais na vida moderna é inevitável e, certamente, trouxe uma revolução na vida de muitas pessoas no que diz respeito as formas de comunicação interpessoal.

Aproveitando essa era digital, as “selfies” ganharam popularidade e são cada vez mais frequentes.

Especialistas questionam se o compartilhamento excessivo de auto retratos ou do cotidiano das pessoas são simplesmente um prazer em mostrar o que estão fazendo ou esconderiam outros distúrbios psicológicos como carência, vaidade, solidão, desejo de aprovação ou necessidade de sentir-se o centro das atenções.

Seja qual for o motivo, é fundamental que as pessoas tenham uma ideia real e saudável de como elas mesmas se vêem e como querem ser vistas.

A obsessão por uma forma física ou aspecto facial, levam a distúrbios da imagem corporal, fazendo com que as pessoas estejam sempre em busca de algo que não existe ou algo inatingível, recorrendo em determinados casos a procedimentos cirúrgicos.

Cabe ao cirurgião identificar essas características durante uma consulta médica detalhada e orientar o que for melhor para a paciente, sempre alinhando as expectativas da mesma com aquilo que pode de fato ser alcançado com uma cirurgia plástica.

Dr. Fernando Nakamura
Cirurgião Plástico
Diretor Técnico Médico
CRM-DF 17.858 / RQE 9333

Saiba mais sobre