A blefaroplastia é a cirurgia das pálpebras, que visa restaurar o aspecto natural ao redor dos olhos, conferindo à face uma aparência mais descansada e alerta.

Essa cirurgia plástica é utilizada para tratar:

  • Excesso de pele em pálpebras superiores que pode ocasionar dobras da própria pele, prejudicando o contorno do olho e conferindo ao olhar um aspecto mais inchado. Em alguns casos, esse excesso de pele pode dificultar o uso de maquiagem. Já em outras vezes, é mais expressivo e pode haver um prejuízo no campo de visão e dificuldade de abrir os olhos adequadamente;
  • Protusão de depósitos de gordura que pode causar pequenos abaulamentos em pálpebras superiores ou bolsas de gordura nas inferiores. Com o avanço da idade, os tecidos faciais vão ficando mais flácidos e as bolsas de gordura que temos nas pálpebras acabam ficando mais proeminentes ocasionando uma aparência cansada ao olhar.
  • Queda das pálpebras inferiores. A flacidez da pálpebra inferior, que prejudica o contorno da mesma, gera um aspecto de “queda” da pálpebra, evidenciando a porção branca dos olhos abaixo da íris. Em alguns casos, essa flacidez também prejudica a capacidade de fechar adequadamente as pálpebras e, por consequência, compromete a proteção ocular.
  • Excesso de pele e finas rugas nas pálpebras inferiores.

Essas condições são consequência do processo natural de envelhecimento e/ou hereditariedade, mas quando se deseja realizar a blefaroplastia existem vários critérios que devem ser respeitados, como:

  • A primeira consideração é a escolha do profissional, pois assim como todas as demais cirurgias plásticas devem ser realizadas por um cirurgião plástico qualificado e de boa formação que seja membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica com formação recomendada de no mínimo 11 anos.
  • A blefaroplastia deve ser realizada em ambiente hospitalar com a presença de um anestesista.
  • Não há uma idade específica para realizar a blefaroplastia, pois depende da questão genética e do processo de envelhecimento de cada um. Há também outros fatores como: hábitos de vida, tabagismo, exposição solar, cuidados com a pele que podem influenciar tanto a decisão de se realizar a cirurgia quanto o sucesso da mesma depois de realizada.
  • Não há como prever quanto tempo vai durar o resultado, por se tratar de algo muito pessoal e dependente da genética, do processo de envelhecimento e dos hábitos de vida da paciente, mas os resultados da blefaroplastia são geralmente muito duradouros.
  • É muito importante a associação da blefaroplastia com cuidados de pele e tratamentos dermatológicos.
  • A blefaroplastia pode ser associada a outros procedimentos cirúrgicos na face, como a ritidoplastia e a lipoenxertia (preenchimento de sulcos e redistribuição de volume na face com gordura).
  • Deve se atentar também para todas as indicações necessárias para a realização da cirurgia, assim como informações sobre o pós-operatório.

Portanto, antes de se submeter a uma blefaroplastia, é importante discutir detalhadamente com o cirurgião sobre as suas expectativas em relação ao resultado.

Revele a sua beleza e confiança até mesmo em seu olhar. Afinal, às vezes um olhar demonstra o que as palavras não conseguem dizer.

Saiba mais sobre

  • amanda

    Gostaria de saber qual o preço de uma plastica de palpebra inferior sem retirada de gordura, so pele tenho 41 anos

    • Olá, agradecemos o seu contato com nosso Instituto.

      Infelizmente, valores só podem ser passados mediante consulta e avaliação física detalhada para saber exatamente qual seria o planejamento cirúrgico

      Nos colocamos a disposição para maiores esclarecimentos assim como para um eventual agendamento com nossos cirurgiões plásticos do Instituto