A otoplastia é a cirurgia feita nas orelhas a fim de corrigir deformações que as deixam com uma aparência indesejável para o paciente, podendo trazer prejuízos de ordem emocional.

Essa cirurgia plástica é utilizada para tratar:

  • O posição da orelha, deixando-a mais próxima da cabeça;
  • Algumas deformidades decorrentes de trauma ou infecções;
  • Orelhas muito grandes – uma condição rara chamada macrotia – causando desproporcionalidade a face do paciente e, por conseguinte, desconforto emocional e baixa autoestima;
  • O formato da orelha, não somente “orelha de abano” que é o caso mais conhecido, mas também, por exemplo, a “orelha pontuda”;

Para a realização da otoplastia, é preciso se respeitar alguns critérios, como por exemplo:

  • A primeira consideração é a escolha do profissional, pois assim como todas as demais cirurgias plásticas devem ser realizadas por um cirurgião plástico qualificado e de boa formação que seja membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica com formação obrigatória de 11 anos.
  • A otoplastia deve ser realizada em ambiente hospitalar com a presença de um anestesista.
  • A cirurgia é melhor indicada para pacientes que já atingiram o desenvolvimento completo das orelhas o que ocorre por volta dos 6 anos de idade, evitando que a criança venha a sofrer problemas de ordem psicológica;
  • Algumas condições como anemia e problemas de coagulação ou alterações na avaliação cardiológica podem somente ser detectadas nos exames pré-operatórios, que são fundamentais para a segurança do paciente.
  • Deve se atentar também para todas as indicações necessárias para a realização da cirurgia, assim como informações sobre o pós-operatório.

Portanto, antes de se submeter a uma otoplastia, é importante discutir detalhadamente com o cirurgião sobre as suas expectativas em relação ao resultado.

Eleve sua autoestima e revele a sua beleza e confiança com a otoplastia, mas não se esqueça, consulte nossos cirurgiões para saber como proceder!

Saiba mais sobre